radioterapia

A radioterapia é a utilização da alta energia dos raios-X para destruir as células cancerígenas. O tratamento é realizado regularmente durante um período de tempo para obter o maior efeito sobre as células cancerígenas, limitando os danos às células normais.
 
Radiotherapy
 
A radioterapia é usada para tratar o cancro numa série de formas:
·         Após a cirurgia, para se livrar de todas as células cancerígenas que ficaram remanescentes na área da mama. Isto reduz o risco do cancro voltar. Se foi submetida a cirurgia conservadora da mama, geralmente fará a radioterapia para o tecido mamário remanescente. Se realizou uma mastectomia, a radioterapia pode vir a ser efectuada na área torácica, especialmente se o tumor for grande, ou se as células cancerígenas se espalharam para os gânglios linfáticos debaixo do braço.
·         Após a cirurgia, para tratar os gânglios linfáticos acima da clavícula e na axila. Isso vai depender da cirurgia que realizou e se os gânglios linfáticos continham células cancerígenas ou não. Se todos os gânglios linfáticos foram removidos, geralmente não precisa de radioterapia para a área da axila.
·         Antes da cirurgia, para reduzir o tamanho de um tumor grande. Isto é muito raro
·         Antes, durante ou após sessões de quimioterapia. A radioterapia é normalmente efectuada após a quimioterapia.
·         Para tratar os estadios avançados do cancro da mama. A radioterapia pode ajudar a controlar a doença que não teve tratamento prévio na mama, e ajudar a aliviar os sintomas relacionados com o cancro, tais como a dor causada pelo cancro se este se espalhar para outras partes do corpo (cancro secundário da mama).
 
Durante a radioterapia

Quando realizar o tratamento recomendado, vai ter de se despir até à cintura e deitar-se na marquesa de tratamento. O radiologista posiciona-a cuidadosamente para se certificar de que está exactamente na mesma posição de cada vez que vai receber o tratamento.

Quando estiver na posição correcta, irá permanecer muito quieta nessa mesma posição. O tratamento para a mama ou para a parede torácica é geralmente dirigido a partir de diferentes ângulos. O radiologista responsável pelo seu tratamento reposiciona a máquina para cada ângulo.
 
Não irá sentir dor enquanto o tratamento estiver em curso, embora se possa sentir um pouco desconfortável em ter ficar nessa posição de tratamento. O tratamento demora apenas alguns minutos e, apesar de estar sozinha no posto de tratamento, o radiologista vai estar em contacto através de uma janela ou através de uma televisão. A maioria dos departamentos também possui um sistema de intercomunicador para que o radiologista e você possam comunicar.
 
Radioterapia – Cuidar de Si Própria
 
Dicas para lidar com o tratamento

As pessoas reagem de forma diferente à radioterapia, à medida que o tratamento avança terá uma ideia melhor em como este a está a afectar e o que será capaz de fazer.

Tente planear algum tempo para poder descansar.
 
É importante ter cuidados especiais com a pele na área que está a ser tratada
·         Evite utilizar perfumes, desodorizantes, cremes ou loções na área do tratamento, a menos que seja aconselhada a fazê-lo pela equipa de radioterapia.
·         Muitos departamentos de radioterapia sugerem que lave cuidadosamente a área que está a ser tratada, com água morna, e depois seque com uma toalha macia. Outros permitem que você tome banho, se tiver marcas de tinta permanentes. Pode também ser possível usar um sabonete suave.
·         Se estiver em tratamento de radioterapia sobre a área da axila, o tratamento vai fazer cair os cabelos das axilas desse lado
·         Evite expor a área que está a ser tratada a extremos de temperatura, por exemplo às almofadas de calor, saunas, botijas de água quente e gelo.
·         Certifique-se que a pele na área do tratamento está coberta quando apanhar sol. Mesmo quando o tratamento tiver terminado, a pele na área tratada pode estar em risco durante a exposição solar, por isso é importante mantê-la coberta ou aplique um protector solar com um factor de protecção (FPS) de, pelo menos, 15.
·         O atrito ou a fricção podem fazer piorar as alterações da pele. Preste atenção ao seu sutiã e evite os tecidos com armações. Pode achar confortável usar um sutiã de algodão macio, embora algumas mulheres prefiram não usar nenhum. Se tiver removido o seu peito e estiver a usar uma prótese de silicone, pode achar mais confortável usar a prótese suave e leve que começou a usar logo a seguir á cirurgia.
Tente manter uma dieta equilibrada, saudável e beba bastantes líquidos, pois isto pode ajudar o seu corpo a lidar melhor com os efeitos do tratamento.
 
Radioterapia – Efeitos secundários
 
Os efeitos secundários podem surgir porque a radioterapia afecta as células normais e também as células cancerígenas. As células normais são mais capazes de recuperar do que as células cancerígenas, mas podem sofrer alguns danos devido à radiação. A maioria dos efeitos secundários são temporários, mas alguns podem ser permanentes.
 
Efeitos secundários frequentes

A radioterapia à mama não costuma fazer com que as pessoas se sintam mal. No entanto, o seu corpo vai utilizar uma grande quantidade de energia ao longo do tratamento e por isso é possível que se sinta mais cansada do que o habitual.

Isto pode afectar aquilo que se sente capaz de fazer. A viagem para o hospital pode ser por si só cansativa. Muitas pessoas pensam que podem continuar a planear as suas tarefas diárias como de costume e algumas pessoas continuam a trabalhar em tempo integral.
 
Outras precisam de mais tempo para descansar, por isso é importante planear ter tempo disponível. As pessoas reagem de forma diferente ao tratamento e alguns efeitos secundários são mais comuns do que outros
Pode desenvolver-se uma reacção cutânea durante ou após a radioterapia à sua mama, com vermelhidão, escurecimento, sensibilidade ou comichão na pele. Isto tenderá a começar depois de 10 a 14 dias do início do tratamento. Com a continuação do tratamento, a sua pele pode libertar camadas ou flocos, e pode haver uma reacção húmida com cor vermelha e/ou inflamação.
Pode ter dores, pontadas ou dores na região da mama. Estas são geralmente leves, mas podem continuar por algum tempo após o final do tratamento.
Se a área de tratamento incluir a parte central da mama, pode ser afectada uma pequena área do esófago (garganta), causando azia e desconforto. Também pode vir a ter perda de apetite e, por vezes, náuseas.
 
Efeitos secundários menos comuns
 
  • A radioterapia na mama e nas axilas pode provocar o endurecimento dos tecidos. Isto é conhecido como fibrose que é causada por uma acumulação de tecido cicatricial.
  • Por vezes, a parte do pulmão por detrás da área de tratamento pode ficar inflamado, causando uma tosse seca ou falta de ar. Geralmente isto cicatriza por si só.
  • Se o cancro de mama for no lado esquerdo, a área de tratamento pode abranger parte do coração. Se este for o caso, o médico, durante o planeamento do tratamento de radioterapia, terá o cuidado de minimizar os danos ao coração.
 
Efeitos secundários raros
Algumas pessoas sentem efeitos secundários raros, alguns dos quais podem ser graves e permanentes.
  • Se a fibrose se tornar grave, a mama pode tornar-se visivelmente menor e mais dura. Igualmente pode ser capaz de ver pequenos vasos sanguíneos dilatados na pele. Isto é conhecido como telangiectasia. A fibrose grave pode também bloquear a drenagem linfática do braço e causar um linfoedema (inchaço).
  • Os seus ossos podem tornar-se enfraquecidos levando, por vezes, a situações de fractura de costelas e clavícula
  • Os nervos do seu braço podem ficar danificados, o que pode causar formigueiro, dormência, dor, fraqueza e, eventualmente, alguma perda de circulação.
É importante lembrar que os efeitos secundários graves são raros e a maioria das pessoas acredita que os benefícios do tratamento superam os riscos dos possíveis efeitos secundários. Se sentir alguns efeitos secundários, discuta-os com a sua equipa de radioterapia.

Plano de tratamento da radioterapia
 
Antes da radioterapia começar
 
Se o seu médico recomendar que faça radioterapia, terá de consultar o especialista em radioterapia do ambulatório a fim de planear o tratamento. Irá ser proposta uma data de início: geralmente quatro semanas após o tratamento anterior. A radioterapia é normalmente efectuada diariamente, de segunda a sexta-feira, num total de 3-6 semanas.
 
A radioterapia é um tratamento especializado e por isso não está disponível em qualquer hospital. No entanto, cada unidade terá uma ligação com um hospital onde existe um departamento de radioterapia.
Geralmente será tratada como doente de ambulatório. Se houver problemas sobre o comparecimento às consultas, informe o pessoal da radioterapia. Se necessário, a possibilidade de transporte pode por vezes ser assegurada.
 
É importante que o tratamento continue conforme o planeado e que você não perca nenhum compromisso. Se tiver reservado férias ou se não for capaz de participar, por qualquer motivo, diga o seu especialista ou técnico de radiologia a fim de que ele ou ela possam decidir o que fazer.
Os técnicos de saúde que a estão a tratar vão averiguar o seu estado diáriamente. No entanto, se tiver algum problema informe o radiologista ou o enfermeiro especializado da Clinica de Radioterapia.
 
O seu tratamento
 
O tratamento é planeado individualmente para cada doente, portanto, não se preocupe se alguém está a fazer um tratamento diferente do seu. O planeamento do tratamento identifica a área exacta a ser tratada e a dose de radiação mais eficaz. Isto significa que a radioterapia será efectuada de forma mais eficaz, para causar o menor número de possível de efeitos secundários.
 
Usa-se uma máquina de raio X, conhecida como um simulador, para planear o tratamento. Isto ajuda o especialista a ver claramente a área de tratamento e a forma correcta do administrar. Esta sessão de planeamento dura entre meia hora a uma hora, e durante este tempo precisa de ficar deitada enquanto são feitas as medições e a aplicação dos raios X.
 
É importante que tenha bastante movimento no braço após a operação para permitir levantar o cotovelo, pelo menos até ao nível dos ombros de modo que se sinta confortável na posição de tratamento. Caso ache isto difícil, fale com o seu médico, de forma a decidir se é necessária consulta de Fisiatria.
Quando a área de tratamento for identificada, são colocadas na pele marcas de temporárias de tinta. Com a sua autorização, uma ou mais pequenas marcas permanentes (tatuagens) podem ser colocadas usando uma picada de tinta. Se necessário, estas podem ser removidas mais tarde com o tratamento a laser.
 
Conteúdos cedidos pelo Breast Cancer Care

 

 
Voltar
 
 
Aviso: A informação contida neste site é necessariamente de carácter geral e não constitui nem dispensa uma consulta médica apropriada.