terapias complementares

woman-doing-yoga-300x199Esta secção aborda algumas das perguntas mais frequentes sobre as maneiras como pode tomar conta de si após um tratamento de cancro da mama. Falamos de terapias complementares e dietas; depois do tratamento acabado, muitas pessoas desejam retomar o controlo das suas vidas. Umas podem sentir que o facto de fazer uma alteração na sua dieta, fazer mais exercício e utilizar terapias complementares podem ajudá-las a alcançar este desejo.
 
A osteoporose é um efeito colateral grave e frequente do tratamento do cancro da mama. Embora não exista uma forma definitiva de prevenir esta condição, há muitas maneiras de reduzir o risco do seu aparecimento. Consulte a secção Cuidar dos Seus Ossos.
 
Esta secção não é uma lista exaustiva das formas possíveis para cuidar de si própria, nem mesmo uma recomendação para mudar a sua vida e incluir qualquer uma destas medidas.

Terapias Complementares - Um breve guia
 
Terapia complementar é a denominação usada actualmente por oposição a terapias alternativas já que o significado era serem usadas em vez do tratamento convencional. Hoje em dia as terapias complementares são frequentemente um complemento às terapias convencionais e são consideradas como holísticas, o que significa que se concentram na pessoa como um todo para promover o bem-estar físico, psicológico e emocional. Para alguns, as terapias complementares são úteis para lidar com os efeitos do tratamento, reduzindo a ansiedade e dão às pessoas algum controlo sobre as suas vidas.
 
Os benefícios
As terapias complementares não conseguem curar o cancro, mas algumas mulheres dizem que as ajudou a reduzir os efeitos laterais dos tratamentos. Por exemplo:
  • - As massagens podem promover o relaxamento
  • - A acupunctura pode tratar náuseas ou dor
  • - Os óleos de aromaterapia podem reduzir as náuseas
  • - A hipnoterapia pode reduzir a percepção da dor e ajudar com os sentimentos de ansiedade.
 
Escolher uma terapia
É importante saber quais as terapias que se adequam mais às suas necessidades, bem como saber quais os tratamentos com que se sente confortável.
 
As terapias complementares e tratamento convencional
Algumas terapias podem afectar os seus tratamentos convencionais por isso é importante informar o seu terapeuta sobre qualquer tratamento que está a realizar. Se existem razões pelas quais não deve fazer terapia, o médico será capaz de a informar sobre isso. Deve também informar o seu enfermeiro ou o especialista sobre a terapia que está a realizar, para garantir que isso não irá afectar o seu tratamento médico.
 
Encontrar um profissional
Podem existir alguns terapeutas a trabalhar no seu hospital. Se não, pode pedir ao seu especialista ou enfermeira a indicação de alguns profissionais que trabalhem na sua área de residência. O seu médico de família ou grupo de apoio local de pessoas com cancro também podem ser capazes de a ajudar a encontrar estas indicações. É importante verificar as qualificações de um terapeuta e verificar também a adesão a uma ordem ou associação profissional. Quem quer que vá escolher, é importante ter confiança e sentir-se confortável com o tratamento que recebe.
 
Quanto custa
Alguns hospitais, centros de apoio a pessoas com cancro e outras associações dispõem de uma oferta limitada de terapias complementares, sem custos ou a custo baixo. Caso contrário, terá de pagar o seu tratamento.
Os custos variam de acordo com cada terapia e terapeuta. Verifique o custo a priori e lembre-se que provavelmente vai precisar de várias sessões para sentir qualquer benefício. 
 
Tipos de Terapia Complementar Alguns dos tipos mais conhecidos. Ler o artigo completo (pdf)
 
Dieta durante o tratamento O que comer e o que evitar de comer.Ler artigo completo (pdf) 


Conteúdos cedidos pelo Breast Cancer Care

 
Voltar
 
 
Aviso: A informação contida neste site é necessariamente de carácter geral e não constitui nem dispensa uma consulta médica apropriada.