no cerebro

brain scanPor vezes, as células libertam-se do tumor primário na mama e viajam até ao cérebro através do sistema linfático ou do sistema circulatório. Esta situação é conhecida como cancro metastático da mama no cérebro. As células que se espalharam para o cérebro são células do cancro da mama. Não é o mesmo que ter cancro que começa no cérebro.

Sintomas (cérebro)

Os seus sintomas vão depender da área do cérebro que foi afectada pelo cancro metastático. É importante saber que poderá ter alguns destes sintomas mas que é pouco provável tê-los todos.

O sintoma mais comum de cancro metastático da mama no cérebro são dores de cabeça, geralmente diferentes das que possa ter tido anteriormente. Normalmente são piores de manhã ao acordar e gradualmente diminuem ao longo do dia. Por vezes, as dores de cabeça poderão piorar, mas os seus médicos poderão dar-lhe medicação para ajudar a controlar esta situação. Poderá ter outros sintomas associados, tais como náuseas, vómitos ou fadiga.

Outros sintomas possíveis incluem fraqueza geral ou fraqueza num dos lados do corpo, agitação, ataques (convulsões), visão dupla ou turva. Sintomas menos comuns incluem mudanças de comportamento, confusão e dificuldades na fala. Estes sintomas podem surgir subitamente mas, normalmente, desenvolvem-se lentamente com o passar do tempo. Poderá também sentir-se cada vez mais cansada.

Exames para o cancro metastático da mama no cérebro:

Exame clínico 
O seu oncologista irá falar consigo sobre os seus sintomas, a fim de ter uma noção do que se passa consigo. Poderá examinar-lhe os olhos com um oftalmoscópio, para ver se há algum inchaço por detrás dos olhos, causado por pressão do cérebro. Poderá observar os seus braços e pernas para ver se há alterações na sensibilidade ou força, ou alterações nos seus reflexos, e verificar o seu equilíbrio e a forma como caminha. 

Tomografia Axial Computorizada (TAC) cerebral

É um tipo de radiografia que fornece uma imagem tridimensional do cérebro
Ressonância Magnética de Imagem (RMI) cerebral
Este tipo de exame usa ondas magnéticas em vez de raios-X e é um meio eficaz de diagnosticar tumores cerebrais.

Biopsia

Em ocasiões muito raras, é necessário retirar uma pequena porção do tumor para confirmar o diagnóstico em análises laboratoriais.

Tratamentos

• Esteróides – os medicamentos esteróides são usados para reduzir a inflamação e pressão em redor do cancro secundário da mama no cérebro e pode aliviar sintomas que possa ter, tais como dores de cabeça e náuseas

• Radioterapia – é o tratamento mais utilizado para o cancro secundário da mama no cérebro. É aplicada em todo o cérebro em doses diárias durante aproximadamente cinco dias (embora esta duração possa ser variável). O cansaço é um efeito secundário comum da radioterapia ao cérebro. A perda de cabelo é outro efeito secundário comum e que poderá ser permanente

• Cirurgia – a cirurgia raramente é possível no caso de cancro secundário da mama no cérebro, uma vez que costumam existir vários pequenos tumores em vez de uma única área que pudesse ser removida. Se a cirurgia for uma opção, o seu médico especialista irá considerar a melhoria da sua qualidade de vida, assim como a sua saúde geral e boa forma.

• Radiocirurgia – por vezes, um tratamento de radiação focada e precisa, chamado radiocirurgia estereotáxica ou cirurgia ”Gama Knife” (raios gama muito dirigidos) poderá ser uma opção (embora este tratamento não esteja ainda disponível para todos). É usada em pequenos tumores em pessoas com uma boa saúde geral e em boa forma física.

Conteúdos cedidos pelo Breast Cancer Care

 
Voltar
 
 
Aviso: A informação contida neste site é necessariamente de carácter geral e não constitui nem dispensa uma consulta médica apropriada.